Home CINEMA & SÉRIES Conheça Heartstopper, a nova produção da Netflix com a temática LGBTQIA+

Conheça Heartstopper, a nova produção da Netflix com a temática LGBTQIA+

by admin
0 comment

‘Heartstopper’, a mais nova série de romance adolescente com temática LGBTQIA+ da Netflix é uma das grandes surpresas do ano, adaptada dos quadrinhos de Alice Oseman, que também participa como roteirista e produtora executiva do projeto, a trama segue o cotidiano de Charlie Spring (Joe Locke), um jovem estudante do ensino médio abertamente gay, tendo que, além de passar pelo complicado ciclo de amadurecimento da adolescência, precisa lidar com bullying, intimidação no colégio, e um relacionamento toxico com seu namorado Ben (Sebastian Croft). Tudo muda quando o astro do time de rúgbi, popular e um ano mais velho, que ainda está descobrindo sua sexualidade, Nick Nelson (Kit Connor), passa a se sentar do seu lado durante a aula. O que começa com uma amizade, acaba se transformando em um lindo e fofo romance.

Podendo focar apenas nessa premissa e nos entregar apenas mais uma serie clichê e com a formula segura utilizada mil vezes, principalmente na Netflix, que já seria um divertimento bom, porem em ‘Heartstopper’ a trama vai bem mais além, mostrando de forma delicada os nossos protagonistas passando por essa época de crescimento, que muitas vezes são retratadas de forma exagerada no mainstream, de uma maneira eficiente e verdadeira. Rodeado de um grupo de amigos que lhe dão apoio e que tem suas próprias particularidades apresentadas na produção, ao menos a maioria, Charlie tem um amadurecimento bastante notável durante toda a série. Nick, um dos protagonistas é um grande destaque, um jovem esportista e popular que poderia facilmente cair no clichê de bad boy, aqui é um grande golden retriever, como Charlie o descreve, fofo e gentil, é impossível não torcer pelo casal.
A atuação também é um show à parte, Joe e Kit tem uma química monstruosa, desde o jeitinho tímido e inseguro do Charlie, a personificação de um príncipe de contos de fadas do Nick, que mesmo ainda estando passando por uma fase de descoberta da sua sexualidade, e mesmo confuso, não foge desse lindo sentimento que os mesmos desenvolvem.
Os coadjuvantes, mesmo aparecendo menos, também conseguem deixar uma grande impressão no público, o protetor Tao (William Gao) e a maravilhosa e acolhedora Elle (Yasmin Finney) servem de apoio ao protagonista já que também estão passando por dilemas de crescimentos e mudanças, Tao com o bullying sofrido na escola, e a transição de Elle para uma mulher trans, ponto esse tratado com bastante naturalidade, o que é maravilhoso. Não podemos deixar de citar também o belíssimo casal formado por Tara (Corinna Brown) e Darcy (Kizzy Edgell), sendo esse o primeiro relacionamento abertamente lesbico de Tara.

Outro ponto bastante positivo é a pequena, mas memorável, aparição da fantástica Olivia Colman no papel de Sarah Nelson, a mãe de Nick, a atriz traz todo o acolhimento e cumplicidade que mãe deveria ter diante desta situação, com apenas um abraço a mesma já entrega milhões de sentimentos.

Com uma trama envolvente, uma direção super divertida, com bastantes referencias as hq’s originais, desde as divisões de cenas, aos desenhos que aparecem em tela, a série é esteticamente um charme à parte, com muita personalidade e casa perfeitamente com a premissa.

‘Heartstopper’ é uma serie fofa, com uma abordagem LGBTQIA+ sensível e delicada, protagonistas que exalam químicas, personagens secundários interessantes, uma trama linda de assistir, e super rápida de assistir. Já sendo um grande sucesso estrando no Top 10 da Netflix em mais de 51 países, e extremamente aclamada pela crítica com incríveis 100% de aprovação no Rotten Tomatoes, este projeto só confirma que o público clama por mais series com temáticas que possamos nos identificar.

Você pode gostar

Leave a Comment

UpdateChart é um dos maiores portais de Series, Filmes, Música e Realities das redes sociais.